Acompanhantes | ASSINE JÁ | Fale Conosco | Foto do Dia | Galeria de Fotos | Novidades | Página Inicial | Vídeos

Erótika fair chega a sua 23ª edição.

Erótika fair chega a sua 23ª edição.

07/04/2016 - Por Ted Scaglianti



A 23ª edição da Erótika Fair, maior feira erótica da América Latina, segundo os idealizadores, contou com uma superestrutura de um pavilhão de eventos recém-inaugurado. O evento aconteceu nos dias 01, 02 e 03 de abril no centro de eventos Pro Magno, na Casa Verde, São Paulo e contou com stands de produtos eróticos de venda aberta ao público, roupas íntimas e sensuais e salas fechadas para palestras (cobradas pela organização e não pelos expositores).

No 1º andar, um palco com música e, em seus intervalos, algumas performances de Strip tease e pole dance podiam ser assistidos gratuitamente pelos visitantes da feira. Outra atração desse andar eram algumas cabines com atrações eróticas, essas, porém, pagas.

Uma das atrações da feira

Uma das atrações da feira


A alimentação ficou disposta no segundo andar da feira, com uma área bastante ampla, porém com apenas seis lanchonetes. Os valores também não agradaram aos visitantes. “Fiquei espantada com o valor cobrado (pela alimentação e atrações) em plena crise que o país atravessa.”, disse Thaís Monteiro que visitou a feira com seu namorado.

Alguns stands deixaram a desejar. Devida a falta de atrações e variedades, ficavam vazios por longos tempos. O comércio de roupas íntimas e sensuais vieram com bastante variedade de produtos, destacando as estampas de onças e conseguiu chamar a atenção dos visitantes.

Uma das atrações da feira

Uma das atrações da feira


Alguns stands bombaram, com performances gratuitas a todos que passavam, entre eles, destaque para o espaço WZ Fetish, que permaneceu lotado quase o tempo todo. De propriedade do Sr. WZ, voltado ao público BDSM e fetichista, contou com os mais diversificados fetiches expostos em cenas contínuas das práticas SM: Shibari, Bondage (cordas), Dominação e submissão, Spanking, Wax Play (velas), Pet Play e GasMask (máscaras de gás). Apesar de ser voltado a um público específico, a curiosidade pelos fetiches vem crescendo, tanto para apimentar os relacionamentos recentes bem como relacionamentos de longa data.

Em conversa com Sr WZ, extremamente gentil e bem-humorado, confessou que não esperava essa receptividade tão boa do publico: “Estou no meio BDSM há muito tempo e nem sempre fomos bem vistos por causa do nosso fetiche diferenciado, e hoje vejo as pessoas procurando cada dia mais por acessórios e práticas para apimentar seus relacionamentos...”, disse. “Mas devemos nos lembrar que BDSM é algo sério e deve ser tratado com o maior cuidado, sem nunca nos esquecermos do denominado “SSC” (São, Seguro e Consensual), e jamais deve-se efetuar qualquer prática BDSM sem que haja antes uma pesquisa sobre o tema”, completou.



Confira algumas palavras do Sr. Evaldo Shiroma, idealizador do evento.



Contatos/Abusado: A expectativa de público foi alcançada?

Evaldo Shiroma: Esperávamos 30 mil pessoas na feira e nós atingimos essa expectativa. Foi muito gratificante receber essa quantidade de pessoas no nosso evento.



C/A: Qual o ponto alto da feira?

E. S.: Casa nova, climatizada, maior e que possibilitou a separação da área de negócios das atrações.



C/A: Qual foi o ponto negativo?

E. S.: Gostaria que estivessem os expositores ausentes.



C/A: Qual a expectativa para o próximo ano? Quais serão as melhorias?

E. S.: Acredito que teremos maior adesão, o mercado precisa se conscientizar da necessidade de estarem todos juntos no evento. Essa foi a maior reclamação dos visitantes do trade.





Os valores para entrar na feira variaram entre R$ 40,00 (individual antecipado) e R$ 120,00 para casais (no dia da feira). O valor das atrações dentro da feira variaram entre R$ 40,00 (mulheres) a R$ 100,00 (casais).